Defensoria Pública de SP realiza eleição, e Rodrigo Garcia deve nomear Defensor Público-Geral

Mônica Bergamo
São Paulo, SP

A Defensoria Pública de São Paulo realizou, nesta terça-feira (19), a eleição para Defensor Público-Geral. O atual ocupante do cargo, Florisvaldo Fiorentino Júnior, foi o mais bem votado no pleito.

Eleito em 2020, Fiorentino recebeu 509 votos na disputa pela recondução. Ele concorreu com o defensor Augusto Guilherme Amorim Santos Barbosa, que somou 271 votos.

Os dois nomes serão enviados para o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), a quem cabe fazer a nomeação a partir da lista definida nas eleições. Nos últimos dez anos, segundo a Defensoria, os mais bem votados foram alçados ao posto de Defensor Público-Geral.

O nome designado pelo governador comandará a Defensoria paulista no biênio 2022-2024. A votação que ocorre no órgão é obrigatória e realizada de forma secreta.

O post Defensoria Pública de SP realiza eleição, e Rodrigo Garcia deve nomear Defensor Público-Geral apareceu primeiro em Jornal de Brasília.