Bancadas da bíblia e da bala anunciam ato de apoio a indulto de Bolsonaro no Palácio do Planalto

Mônica Bergamo
São paulo, SP

A frente parlamentar evangélica e a da segurança pública estão organizando um encontro com o presidente Jair Bolsonaro (PL) para apoiá-lo no indulto concedido ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). A ideia é levar mais de cem deputados ao Palácio do Planalto.

Os organizadores afirmam que integrantes da bancada do agronegócio também foram convidados a comparecer ao que chamam de “Ato Cívico pela Liberdade de Expressão”. A Frente Parlamentar do Agronegócio (FPA) ainda vai decidir se participa oficialmente do evento.

Conhecidas como “bancadas BBB” -da bala, do boi e da Bíblia-, as frentes têm sustentado politicamente o governo no Congresso. E pretendem agora mostrar que ele tem apoio em seu mais recente conflito contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

No dia 20 de abril, a corte condenou, por 10 votos a 1, o deputado Daniel Silveira por ataques feitos a integrantes do tribunal. No dia seguinte, Bolsonaro concedeu o perdão de pena ao parlamentar. Em declaração transmitida nas redes sociais, ele argumentou que a liberdade de expressão é “pilar essencial da sociedade”.

O deputado federal Capitão Augusto (PL-SP), líder da Frente Parlamentar da Segurança Pública, afirma que a reunião com o presidente deve ocorrer às 16h. “Já está acertado com o Palácio [do Planalto], mas é uma pré-agenda. Amanhã nós vamos bater o martelo”, diz.

Ele e o também deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), líder da Frente Parlamentar Evangélica, enviarem um ofício a Bolsonaro propondo a realização o encontro.

“Entendemos que o momento político no país requer equilíbrio, respeito à nossa Constituição e o fortalecimento da nossa democracia. Somente através do diálogo entre os Poderes vamos dar provas que a classe política brasileira está atenta aos anseios do nosso povo”, dizia o texto.

O post Bancadas da bíblia e da bala anunciam ato de apoio a indulto de Bolsonaro no Palácio do Planalto apareceu primeiro em Jornal de Brasília.