Pastor é preso após confessar manter relação com menina de 12 anos em SP

Nesta segunda-feira, 25, um pastor de 38 anos, de uma igreja evangélica em Itanhaém, litoral de São Paulo, foi preso após confessar mater relações sexuais com uma menina de 12 anos que frequentava o templo religioso no bairro Jardim Coronel. O envolvimento dos dois já durava dois meses aproximadamente.

O caso foi apresentado por duas testemunhas para quem o pastor revelou manter o relacionamento amoroso, que julgou inclusive ser errado.

De acordo com a polícia, o pastor é casado, tem uma filha, e a família não sabia sobre o envolvimento dele com a menor. Diante da situação, as testemunhas teriam informado sobre o relacionamento à mãe da vítima e, depois, seguido à unidade policial.

A partir do relato que configura crime, equipes de polícia foram até o endereço da família da vítima de 12 anos. A mãe conversou com a filha, que confirmou a situação, afirmando ter mantido relações sexuais, sem preservativo, com o pastor em dois encontros.

Segundo o investigador à frente do caso, o religioso se encontrava com a menor nos fundos de uma casa em construção, que fica em frente à residência da vítima.

Após a menina confirmar o crime, mãe, vítima, testemunhas e o pastor foram encaminhados ao Distrito Policial, onde foi registrada a ocorrência.

Após o registro e a confissão do pastor, o caso foi encaminhado ao Ministério Público, que expediu o mandado de prisão preventiva contra o homem de 38 anos. Ele foi detido e encaminhado à cadeia pública de Peruíbe ainda na segunda-feira.

O post Pastor é preso após confessar manter relação com menina de 12 anos em SP apareceu primeiro em Jornal de Brasília.