Podcast “Profiling” traz expertise forense ao gênero true crime

Um dos gêneros de conteúdo mais consumidos da atualidade, o true crime é frenquentemente criticado por abordagens sensacionalistas e pouco criteriosas das personagens abordadas. Pensando nisso, a Pod360 – maior hub brasileiro dedicado exclusivamente à produção e gestão de podcasts profissionais – convidou a psicanalista forense e escritora Paula Febbe para seu primeiro podcast true crime, o Profiling.  



Desmitificando a ideia do “mal inato”, Febbe trabalha os meandros da subjetividade criminosa

Extrapolando a abordagem padrão dos programas do gênero, que se debruçam sobre os aspectos grotesco dos crimes para chocar a audiência, o podcast Profiling irá traçar os perfis psicológicos dos maiores criminosos da história brasileira. Com isso, mais do que apenas recontar a história dos crimes, o Profiling busca esclarecer as circunstâncias e eventos responsáveis pelo seu desenvolvimento patológico, apontando caminhos para prevenção e identificação de futuros casos.



A primeira temporada conta com 15 episódios e estreia dia 28 de abril, com a disponibilização dos 3 primeiros casos

Desmitificando a ideia do “mal inato”, Febbe trabalha os meandros da subjetividade criminosa, estabelecendo laços de causalidade entre os traumas pessoais das personagens e os crimes emblemáticos que cometeram. Com isso, a autora demonstra que, mais do que uma determinação genética, o potencial para perversidade é inerente à humanidade, eclodindo quando negligências e abusos geram traumas não trabalhados pelo indivíduo.

A série terá como objeto de estudo casos paradigmáticos da criminalidade brasileira, como os de Chico Picadinho, Madame Satã, Cabeça Branca e PC Farias. A primeira temporada conta com 15 episódios e estreia dia 28 de abril, com a disponibilização dos 3 primeiros casos.



O podcast Profiling irá traçar os perfis psicológicos dos maiores criminosos da história brasileira

“O Profiling não é um podcast para rememorar a barbárie, mas para tentar entender a complexidade de fatores que geram o comportamento criminoso. Não à toa as mulheres são o principal público para conteúdos true crime. Para elas, mais do que apenas entretenimento, é uma ferramenta para identificar comportamentos perigosos e manter-se mais seguras”, afirma Paula Febbe.



O Profiling não é um podcast para rememorar a barbárie, mas para tentar entender a complexidade de fatores que geram o comportamento criminosos

“A Pod360 não segue fórmulas prontas e tem como propósito elevar a qualidade da indústria de podcasts brasileira. E nós fazemos isso não apenas na parte técnica, mas sobretudo no conteúdo. Oferecer uma nova perspectiva para um gênero tão querido da audiência como o true crime, com a colaboração de uma pessoa de referência no assunto, reforça nosso compromisso com o formato”, afirmou Felipe Lobão, sócio e head de conteúdo da Pod360.

Disponível em todas as plataformas de streaming de áudio, os novos episódios estarão disponíveis todas as quintas-feiras.

O post Podcast “Profiling” traz expertise forense ao gênero true crime apareceu primeiro em Jornal de Brasília.