Fidelidade suprema: Nunes Marques alinhado ao padrinho Bolsonaro

Diferente do ministro André Mendonça -crucificado pelos bolsonaristas por ter votado na última semana pela condenação do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) -, o outro ministro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para o STF, Kassio Nunes Marques, segue terrivelmente alinhado aos temas de interesse do Planalto na Suprema Corte. Além de ter sido o único a votar pela absolvição de Silveira, o ministro coleciona uma série de decisões que são vistas como protelatórias e blindagem ao governo de Bolsonaro e aliados. 

Foi um pedido de vista do ministro que suspendeu, no ano passado, o julgamento de ações que questionam decretos de Bolsonaro para flexibilizar a compra e porte de armas.

O julgamento da ação que questiona se o presidente Bolsonaro pode ou não bloquear usuários de redes sociais também parou após pedido de destaque de Nunes Marques. Entre portas no STF, há quem o chame de Advogado-Geral da Presidência.

O post Fidelidade suprema: Nunes Marques alinhado ao padrinho Bolsonaro apareceu primeiro em Jornal de Brasília.