Pré-candidato do PSD diz que não vê chances de ser vice de Haddad em SP

Fábio Zanini
São Paulo, SP

Enquanto petistas especulam que um convite a Felício Ramuth para vice na chapa de Fernando Haddad (PT) na disputa pelo Governo de São Paulo poderia atrair o PSD para o bloco pró-Lula já no primeiro turno, o ex-prefeito de São José dos Campos diz não ver possibilidade para a parceria no estado.

“Toda união partidária tem que ter afinidade. Eu só vejo distanciamento”, diz Ramuth, acrescentando que tem opiniões críticas em relação a gestões do PT em sua cidade e de seu concorrente, Haddad, na capital.

Entre petistas, a tentativa de atrair o PSD, de Gilberto Kassab, faz parte de um esforço para tentar se aproximar de uma possível vitória no primeiro turno contra Jair Bolsonaro (PL).

A diversidade de alianças de pré-candidatos do PSD em diferentes regiões do país, no entanto, torna a missão difícil. No Paraná, por exemplo, o governador Ratinho Júnior é próximo de Bolsonaro, ao passo que em Minas Gerais, com o ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, está alinhado com o petista.

O post Pré-candidato do PSD diz que não vê chances de ser vice de Haddad em SP apareceu primeiro em Jornal de Brasília.