Procon-DF proíbe venda de “McPicanha” do McDonald’s

O Procon do Distrito Federal proibiu, nesta quinta-feira (28), a venda do hambúrguer “McPicanha”, da rede de restaurantes fast-food McDonald’s.

De acordo com o instituto, a propaganda feita pela empresa é enganosa, já que o sanduíche não tem, de fato, picanha em sua composição, apenas a essência.

A propaganda feita pela rede tem a seguinte frase: “Produtos McPicanha: Picanha Salada Bacon e Picanha Cheddar Bacon. Hambúrguer 100% bovino com molho sabor picanha”.

“Na publicidade não há informação clara de que o hambúrguer contém qualquer porcentagem do corte bovino picanha. Então, a forma como o McDonald’s usa o nome picanha em seu produto e na divulgação da campanha publicitária do sanduíche induzem ao entendimento de um produto composto pelo corte de carne picanha. Isso induz o consumidor ao erro e se caracteriza como publicidade enganosa”, considerou o diretor-geral do Procon, Marcelo Nascimento.

Procon-SP e Conar

Além do Procon do DF, o instituto do estado de São Paulo e o Conselhor Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar) também se manifestaram sobre o caso. Mais cedo, a regulamentadora notificou o restaurante e pediu esclarecimentos sobre a composição dos sanduíches.

Além de esclarecimentos, o Procon também pediu a tabela nutricional dos sanduíches da linha, constando a composição dos ingredientes e documentos que comprovem os testes de qualidade realizados.

Já o Conar, vai abrir uma ação ética contra o restaurante para verificar a “veracidade da mensagem publicitária” no lançamento dos sanduíches.

O post Procon-DF proíbe venda de “McPicanha” do McDonald’s apareceu primeiro em Jornal de Brasília.