Cão de rua é adotado por funcionários e vira frentista em posto de combustível em MT

Em um posto de combustível em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, um cachorro vira-lata que morava na rua foi adotado por funcionários e se tornou frentista do estabelecimento. Ulisses, como é chamado, usa um uniforme personalizado da empresa e atrai atenção dos clientes pela simpatia.

A gerente geral do posto, Marluce Ribeiro, de 56 anos, contou que Ulisses chegou no local há 10 meses. À época, ele foi diagnosticado com a doença do carrapato, mas recebeu todos os cuidados necessários para o tratamento.

Um dos frentistas, chamado Seu Antônio, de 73 anos, se apegou ao Ulisses imediatamente. Os dois não vivem longe um do outro mais.

De acordo com Marluce, o cão, apesar de ser dócil, é considerado ‘atentado’.

Para Marluce, desde que ele entrou na vida deles, tudo mudou significativamente.

“Ulisses entrou na nossa vida pra somar, porque a gente já não consegue mais chegar no posto e não ver ele. A cidade toda também passa no posto e tira foto. Então, nossa vida mudou tudo em todos os sentidos e já não vivemos mais sem ele”, contou.

Em dias quentes, Marluce disse que costumam deixá-lo sem o uniforme para ele não sentir tanto calor. A vestimenta personalizada foi customizada dois meses depois que Ulisses foi adotado por eles.

Os funcionários também precisam de doações para manter os cuidados com Ulisses.

Outro frentista

Em outra unidade da mesma companhia na cidade há um gato que trabalha como frentista. O felino foi apelidado de ‘Negão’. Diferente de Ulisses, ele usa apenas um crachá personalizado.

O gato foi adotado há quatro anos. Ele está vacinado, bem alimentado e adora ficar pelo posto, segundo Marluce.

O post Cão de rua é adotado por funcionários e vira frentista em posto de combustível em MT apareceu primeiro em Jornal de Brasília.