Queiroga lança plano de vacinação nas fronteiras

Fábio Zanini
São Paulo, SP

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, vai ao município de Tabatinga (AM) neste sábado (7) lançar a Estratégia de Vacinação de Fronteiras.

A ação é voltada para as chamadas cidades gêmeas, aquelas nas quais a fronteira é ultrapassada sem controle e há um alto fluxo diário de outros países para o Brasil, e vice-versa.

Foi constatado pelo ministério que esses municípios contribuem para o aumento do risco da reintrodução de doenças imunopreveníveis no território nacional. A região Norte, com o maior número de cidades gêmeas, apresenta risco para a volta destas moléstias e para o aumento de casos. São cinco com risco muito alto: Guajará-Mirim (RO), Assis Brasil (AC), Epitaciolândia (AC), Bonfim (RR) e Oiapoque (AP).

Já a região Centro-Oeste é classificada como risco alto, mas duas cidades gêmeas, Ponta Porã (MS) e Porto Murtinho (MS), apresentam risco muito alto.

O público-alvo da ação é de cerca de 1,3 milhão de pessoas de 33 municípios dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

A estratégia terá 14 etapas de dez dias cada uma, de 7 de maio a 10 de novembro. Serão ofertadas todas as vacinas do Sistema Único de Saúde. O ministério também convidará os países vizinhos a reforçarem suas campanhas e melhorar o acesso da população aos serviços.

O post Queiroga lança plano de vacinação nas fronteiras apareceu primeiro em Jornal de Brasília.