Dia das Mães deve aumentar faturamento de restaurantes em 30% no DF

Comemorado neste próximo domingo (8), o Dia das Mães deste ano reserva boas expectativas de crescimento de 30% para o comércio de restaurantes no Distrito Federal. A previsão foi feita pelo Sindicato Patronal de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar) uma vez que, na data, a maioria das famílias se reúnem para celebrar a vida das matriarcas fora de casa, sendo os restaurantes com algum diferencial, ou pratos especiais, a opção mais buscada.

A boa previsão acontece devido à baixa de casos de mortes e contaminações pela covid-19, significativamente menor se comparada ao mesmo período do ano passado, quando as ocupações nos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da capital chegavam a quase 90% de ocupação. Neste ano, até a última atualização desta matéria, as internações cobrem 47,46% do total de leitos disponíveis no DF.

“Muitos restaurantes estão investindo para esse dia, principalmente com pratos especiais”, afirmou o presidente do sindicato, Jael Antônio da Silva, que enxerga com bons olhos o momento atual, como uma oportunidade para o setor retomar aos padrões de antigamente. “Esse é um ano que estamos com os números bem aquém daqueles que nos afligiram no ano passado, então estamos esperando bem mais que no ano passado”, complementou.

Segundo ele, em 2021, as vendas nos restaurantes para o Dia das Mães não chegaram a passar de 10% no crescimento em comparação a 2020. Apesar da boa expectativa para este ano, a perspectiva de igualar a 2019 ainda está distante, conforme explicou o presidente do sindicato. Para ele é preciso ter calma e cautela.

“Vamos igualar a níveis como os de 2019 apenas no ano que vem. Por enquanto muitas empresas ainda estão endividadas e não investiram em propagandas para o Dia das Mães [para economizar]. Quem abriu algum negócio recentemente começou do zero e pode estar melhor do que quem pegou a crise desde o início, mas agora as coisas estão bem melhores, estamos bem otimistas”, destacou Jael.

No Dia das Mães, quase a totalidade dos restaurantes com atendimentos mais especializados trabalham com reservas, que devem se estender até no máximo 12h30 de domingo (8). Para aqueles que ainda não fizeram nenhuma reserva, o recomendado é que as façam o quanto antes e, no dia marcado, cheguem pouco antes do horário pré-estabelecido.

Conforme explicou Jael, como é um dia movimentado, os restaurantes não querem perder oportunidades de vendas, então as reservas acabam sendo limitadas. “Esta é uma das datas mais importantes para o setor – junto com o Dia dos Namorados –, porque a comemoração merece uma atenção especial. […] Estamos retomando bem. Estamos melhorando as taxas de ocupação nos restaurantes, que agora estão com as clientelas aumentando”, pontuou Jael.

As promoções devem ser as mais buscadas e, também, as mais ofertadas nos restaurantes, uma vez que o objetivo é ter o maior faturamento que for possível, a fim de dar um respiro nas contas dos estabelecimentos. Com o Dia das Mães, principalmente, os impactos gerados pela inflação podem ser mitigados.

“Muitas vezes o proprietário não passa o aumento dos custos para não perder a clientela, então acaba ficando com a margem de lucro baixa. Essa inflação está violenta e apertando todo o setor. Por isso estão investindo em promoções, para atrair mais clientes”, reforçou Jael.

Opções variadas

Uma das opções que muitas famílias encontram para celebrar o Dia das Mães é buscar restaurantes dentro de shoppings centers da capital. Dois deles são o DF Plaza e o Venâncio, que contam com restaurantes com programações e opções exclusivas para a celebração da data, com promoções especiais.

Entre os restaurantes do DF Plaza, em Águas Claras, está o Pueblito Comida Buena, que é especializado em cortes de carne uruguaios. É possível comer um Entrecot – um corte retirado do filé da costela –, por exemplo, a partir de R$ 48,00. A carne uruguaia é preparada na parrilla e pode ser acompanhada por uma ou mais porções de: arroz branco ou integral, batata frita, purê de batata baroa, legumes grelhados, salada verde (mix de folhas e tomate cereja) ou feijão campeiro.

Já no Venâncio Shopping, na Asa Sul, o restaurante Jamie Oliver Kitchen, do famoso chef britânico, tem como sugestão para o Dia das Mães o prato Short Ribs, de R$ 159 – corte assado no carvão e servido com abacaxi grelhado, glaceado com limão e molho à escolha do cliente. Outra opção é o Tomahawk, por R$ 218, sendo o corte de 1kg com osso acompanhado de três molhos.

O Coco Bambu, especializado em pescados e frutos do mar e com unidades no Lago Sul, DF Plaza, ParkShopping, Brasília Shopping, entre outros, também tem opções para o Dia das Mães. A sugestão da casa é o Couvert Especial, de R$ 74, que serve camarões marinados, tomate seco com queijo minas frescal temperado, tomates grelhados com alho frito, caponata de berinjela e ceviche de salmão. A quem preferir, o Peixe à Belle Meunière, de R$ 212, também pode ser uma boa pedida. No prato, peixe da estação grelhado com molho meunière, camarões, alcaparras, champignon e salsinha. Acompanha legumes grelhados e arroz de brócolis.

O post Dia das Mães deve aumentar faturamento de restaurantes em 30% no DF apareceu primeiro em Jornal de Brasília.