Diretora do serviço secreto espanhol demitida após casos de espionagem de políticos

A diretora do serviço secreto da Espanha, Paz Estebán, foi demitida após o caso de espionagem dos telefones celulares do primeiro-ministro Pedro Sánchez e de vários integrantes do movimento independentista da Catalunha, anunciou nesta terça-feira a ministra da Defesa, Margarita Robles.

Além disso, o governo anunciou o que smartphone do ministro do Interior, Fernando Grande Marlaska, também foi objeto de espionagem com o software israelense Pegasus, assim como os de Sánchez e da própria Robles, após a conclusão das análises dos aparelhos de todos os integrantes do Executivo.

AFP

O post Diretora do serviço secreto espanhol demitida após casos de espionagem de políticos apareceu primeiro em Jornal de Brasília.