Alexandre de Morais ainda é alvo nas redes sociais

Por Lucas Valença
Especial para o Jornal de Brasília

Em uma nova tentativa de intimidar o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), detratores insatisfeitos com o posicionamento do magistrado espalham pelas redes sociais, em especial, nos grupos do aplicativo WhatsApp, o seu endereço em Brasília.

A intenção, apurou o Jornal de Brasília, é de tentar promover uma manifestação em frente à residência de Moraes. Em 2020, um grupo de manifestantes bolsonaristas promoveu atos em frente à sua casa em São Paulo.

Em um dos diálogos obtidos pelo JBr, um internauta sugere criar uma “conta fake” para espalhar o endereço do ministro para “sair jogando nos grupos do instagram bolsonarista”.



Ontem, Alexandre de Moraes decidiu reunir as investigações sobre milícias digitais com as que apuram as declarações e ataques feitos pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) contra o sistema eleitoral brasileiro.

“Como se vê, os elementos de prova colhidos nesta Pet incidental, instaurada para apuração dos fatos envolvendo a live realizada pelo Presidente da República na data de 29/7/2021, devem ser analisados em conjunto com a investigação principal conduzida no Inq 4.874/DF, cujo objeto é uma organização criminosa complexa, de forte atuação digital e com núcleos de produção, publicação, financiamento e político, com objetivo de atacar o Estado Democrático de Direito”, escreveu Moraes na decisão.

Hoje, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse lamentar a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência da República, a decisão do ministro Moraes sobre a suspensão de trechos do decreto que reduzia a alíquota do IPI de diversos produtos que também eram fabricados na Zona Franca de Manaus.

“Quando eu baixei o IPI, não quer dizer que na ponta da linha abaixo o preço das coisas, mas não subiu. Infelizmente o supremo derrubou, o Supremo não, o Alexandre de Moraes derrubou parte do IPI”, declarou o chefe do Executivo.

Procurado por meio do Supremo Tribunal Federal, o ministro Alexandre de Moraes decidiu não se manifestar sobre a movimentação nas redes sociais.

O post Alexandre de Morais ainda é alvo nas redes sociais apareceu primeiro em Jornal de Brasília.