Ciro Nogueira atribui troca na Petrobras à chegada de Adolfo Sachsida

O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou nesta terça-feira, 24, que a troca de comando na Petrobras era algo esperado. Ele atribuiu a mudança à posse de Adolfo Sachsida no Ministério de Minas e Energia.

“Tivemos a troca do comando do ministério, para o ministro Sachsida. Acho que a política que diz respeito a esse setor no país, apesar de a Petrobras ter sua independência de gestão, tem que estar completamente alinhada com o novo ministro. Então, já era esperado”, disse o ministro em entrevista ao SBT News.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, demitiu José Mauro Coelho da presidência da Petrobras e indicou para o cargo o secretário especial de desburocratização do Ministério da Economia, Caio Paes de Andrade.

Coelho estava no posto havia pouco mais de 40 dias e foi demitido em meio à revolta do chefe do Executivo com o aumento dos preço dos combustíveis.

O mesmo aconteceu com Bento Albuquerque, demitido do Ministério de Minas e Energia e substituído por Sachsida, que também integrava a equipe de Guedes.

De acordo com Ciro Nogueira, José Mauro também foi demitido pela relação com Albuquerque. “O José Mauro é um grande brasileiro, tentou fazer todo possível, mas tinha alinhamento maior com outro grande brasileiro, que era o ministro Bento. Estamos vivendo outro grande momento”, declarou Nogueira na entrevista.

Estadão Conteúdo

O post Ciro Nogueira atribui troca na Petrobras à chegada de Adolfo Sachsida apareceu primeiro em Jornal de Brasília.