Segurança atuou de forma integrada durante as eleições

A segurança do Distrito Federal lidou de forma integrada com o primeiro turno das eleições deste ano, o evento aconteceu neste domingo, dia 2 de outubro. O protocolo de ações foi colocado em prática já nas primeiras horas do dia, dando sequência aos trabalhos de segurança que tiveram início em 21 de setembro. Os 610 locais de votação foram monitorados por policiais militares, assim como as 20 juntas de apuração e os 20 cartórios eleitorais.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) registrou um crime eleitoral por meio da Delegacia Eletrônica. De acordo com a ocorrência, havia pessoas jogando panfletos de candidatos em uma escola no Guará. Já a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) conduziu uma mulher até a Polícia Federal por fotografar uma urna, no Recanto das Emas.


Bombeiros


Durante a manhã, o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) atuou em dois atendimentos – um mal súbito, em Samambaia Norte, e um desmaio, em Sobradinho. Na parte da tarde, os bombeiros participaram de  cinco atendimentos. No Paranoá, uma senhora sentiu-se mal e foi transportada para o hospital local. Em outro caso, uma pessoa que apresentava sintomas de ansiedade recebeu acompanhamento para retornar à sua residência.

O mesmo ocorreu com um homem de 79 anos que se sentia fraco e foi levado, pelos filhos, para casa. No Guará II, os militares prestaram atendimento a uma menina de nove anos que passou mal e foi transportada consciente, orientada e estável, para o Hospital Brasília. Na Escola Classe 05, Planaltina, uma senhora foi transportada para o Hospital Regional de Planaltina após desmaiar. Os militares também auxiliaram duas pessoas com dificuldade de locomoção, no Lago Norte e em Sobradinho.

Os militares realizaram o deslocamento de uma pessoa com dificuldade de locomoção ao Centro de Ensino Fundamental 03, do Paranoá. Houve, ainda, atendimento clínico a um homem, na Escola Classe 50, Taguatinga Norte. O paciente foi atendido por médicos do Samu. Não foi necessário transporte ao hospital.

Os militares atenderam, ainda, a queda de uma senhora na seção eleitoral em São Sebastião. Ela estava consciente, orientada e estável e foi transportada para o Hospital do Paranoá. Um senhor foi atendido na Colônia Agrícola Vicente Pires, após sentir-se mal, mas não precisou ser encaminhado à unidade de saúde.

Outras ocorrências

A PCDF registrou um furto em veículo na área central de Brasília. Também houve registro de crime eleitoral na Delegacia Eletrônica – segundo a ocorrência, havia pessoas jogando panfletos de candidatos em uma escola no Guará. Em Sobradinho, no período da tarde, um indivíduo com material de propaganda eleitoral fazendo boca de urna foi preso em flagrante. Em Samambaia, nas proximidades de um dos pontos de votação, na Quadra 619, houve apreensão de uma arma de fogo, cujo portador foi conduzido à delegacia por agentes da PCDF.

No Paranoá e em Samambaia, duas pessoas flagradas ao fotografar urnas com celulares foram encaminhadas à Superintendência Regional da Polícia Federal do DF, no Setor Policial Sul. Já no Recanto das Emas, foi registrada ocorrência por distribuição de panfletos de candidatos. Os dois envolvidos foram conduzidos à Polícia Federal, mas liberados por falta de materialidade do fato.  

Trânsito

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) monitorou o movimento nas vias urbanas. Entre as 12h e as 15h30, foi registrado grande fluxo de veículos e pontos de retenção próximo aos locais de votação. Após esse horário, o trânsito fluiu com tranquilidade, sem registro de intercorrência nas principais vias do DF, assim como nas três pontes localizadas no Lago Sul.

O Detran efetuou intervenções pontuais para melhor fluidez do trânsito. O Departamento registrou um aumento de fluxo de veículos na chegada ao centro de Taguatinga e outro em Águas Claras, próximo ao colégio La Salle.

O post Segurança atuou de forma integrada durante as eleições apareceu primeiro em Jornal de Brasília.