Turquia: BC decide cortar juros em 150 pontos-base, a 9%, apesar de inflação alta

O Banco Central da Turquia cortou seu juro básico pela quarta vez consecutiva nesta quinta-feira, 24, em 150 pontos-base para taxa de 9%, segundo informou a entidade. O alívio às condições monetárias ocorre apesar de uma disparada da inflação no país de 85,5% em outubro, em termos anuais, maior alta de 1998. Os cortes de juros ocorrem em meio à pressão do presidente da Turquia, Recep Tayip Erdogan, sobre o BC local. Erdogan argumenta que juros mais baixos eventualmente levarão à queda da inflação, contrariando o consenso da maioria dos economistas.

No comunicado divulgado pela manhã, o BC turco credita a alta inflação no país a “efeitos tardios e indiretos de aumentos de custos de energia causados por desenvolvimentos geopolíticos, os efeitos de formações de preços distantes dos fundamentos econômicos e os fortes choques negativos de oferta causados por aumentos nos preços globais de energia, alimentos e commodities agrícolas”.

O Comitê da entidade espera que o “processo desinflacionário” comece com a “restauração do ambiente de paz global”. Com as incertezas e riscos geopolíticos atuais, é importante que a política monetária atue de forma a dar suporte à economia, considera o BC turco.

O post Turquia: BC decide cortar juros em 150 pontos-base, a 9%, apesar de inflação alta apareceu primeiro em Jornal de Brasília.